Polícia informa que já indiciou três pela morte de Rielson Lima


Em resposta a uma passeata na manhã desta quarta-feira (29) pelas ruas de Itagimirim, em protesto contra a demora da elucidação do assassinato do prefeito do município, Rielson Lima, morto a tiros em julho de 2014, a assessoria de comunicação da Polícia Civil da Bahia emitiu comunicado informando que “a polícia já devolveu à justiça o inquérito que aponta Alecsandro Neves Lopes, o “Sandro Seco”João Neto Leles Pereira e Luiz Henrique Ramos Lacerda como os responsáveis pelo assassinato de Rielson”.
O diretor do Departamento de Polícia do Interior (Depin), delegado Ricardo Esteves Brito Costa, disse que o procedimento de número 17/201, em mãos do Ministério Público (MP), “havia sido remetido à Polícia Civil com orientações para o cumprimento de diligências requeridas pela instituição e solicitações de medidas cautelares”. O documento, agora, encontra-se com a justiça".
Rielson foi executado com quatro tiros, por dois homens em uma motocicleta, quando estava em um bar, na praça principal de Itagimirim. Alxesandro, Joaõ e Luís chegaram a ser presos durante a investigação, mas acabaram libertados mediante decisão judicial.

radar64/foto Urbino Brito