Jovem aprendido ao tentar desenterrar amigo morto a mais de quinze dias


Um jovem de 17 anos foi apreendido pela Polícia Militar na manhã desta sexta-feira (17), após praticar atos de vandalismo contra o Cemitério Público Municipal, em Itagimirim.
Cruzes foram arrancadas do chão e algumas foram levadas e colocadas em outros pontos da cidade. (Foto: Rastro101)

De acordo com a polícia, o jovem cometeu os atos de vandalismo após sofrer um surto psicótico, arrancando cruzes de túmulos e tentando abrir uma cova onde um amigo foi enterrado recentemente.

Um funcionário do cemitério se assustou ao flagrar a atitude suspeita do jovem que tentava abrir uma cova, e chamou a polícia. O jovem aparentava estar muito transtornado, dizendo que queria "ressuscitar" o amigo que foi enterrado recentemente naquele local. Ele também arrancou diversas cruzes do cemitério e colocou em outros pontos da cidade.
Jovem usava local para consumir drogas, segundo a polícia. (Foto: Rastro101)

Na delegacia, o jovem que apresentava estar bastante alterado, disse que "queria trazer de volta o amigo Tiziu", que foi encontrado morto em um buraco nos fundos de um terreno no município de Itapebi, e que foi enterrado há 15 dias. De acordo com os policiais, ele também dizia que seu avô, já falecido, conversava com ele no cemitério, dizendo que estava com saudades.
Cemitério Público Municipal de Itagimirim. (Foto: Rastro101)

Um morador disse que viu ele andando pelas ruas por volta das 2 horas da madrugada, carregando uma cruz que provavelmente foi retirada do cemitério, e gritando "venha em mim satanás". A cruz foi encontrada próximo à um colégio no centro da cidade.

Ele chegou a ser apreendido pela polícia duas vezes seguidas pelo mesmo motivo, mas após ser ouvido na delegacia, o jovem foi liberado. 
Cemitério fica em um local isolado e seu interior é de fácil acesso. Partes do muro foram danificadas. (Foto: Rastro101)

Por Rastro101