Mulher tenta matar a filha pequena com veneno de rato após briga com o marido

Um caso absurdo, na manhã deste domingo (02), no bairro Juca Rosa, em Eunápolis. Uma mulher tentou matar a própria filha de 1 ano e oito meses, com veneno de rato, depois de desentendimentos com o marido.

A mãe, a dona de casa Daniela Albertina Santos, 19 anos, afirmou que tentou cometer suicídio em seguida, mas se arrependeu ao ver a filha chorando e se contorcendo de dor no estômago.

Albertina chamou um táxi e levou a criança para o Hospital Regional. A assistência social do hospital acionou a polícia, que prendeu a mulher em flagrante. A menina passou por um procedimento de desintoxicação. O estado de saúde dela é estável.
Foto: Gustavo Moreira/RADAR 64
Raticida conhecido como 'Chumbinho'  foi apreendido pela polícia
Albertina foi autuada em flagrante por tentativa de homicídio qualificado. A pena prevista, em caso de condenação, varia de 12 a 30 anos de prisão. Até a última atualização desta notícia, o pai da criança, o lanterneiro Salatiel Souza Conceição, 24 anos, não tinha aparecido. O Conselho Tutelar acompanha o caso.
Desentendimento com o marido
Segundo informações prestadas pela polícia, o casal já estava separado há alguns dias e vinha se desentendendo constantemente. No sábado, a criança passou mal e precisou ser levada para o hospital, onde ficou internada. 

Em entrevista ao Radar 64, Daniela declarou que neste domingo ligou para o marido ir dormir com a filha no hospital, mas ele teria se recusado, afirmando que iria se encontrar com a nova namorada. 

Revoltada, ela falou que resolveu tirar a filha do hospital e no caminho de volta pra casa passou em uma quitanda no Pequi e comprou o veneno. Ela disse que colocou o raticida na água que deu à criança em uma mamadeira. Outra parte do veneno foi dissolvida em um copo d'água que ela mesmo tomaria, mas acabou mudando de ideia.

fonte:radar64