» » » Mãe é presa após ameaçar jogar no fogo bebê de quatro meses


GEDSC DIGITAL CAMERA
Uma mulher identificada como Jocilene de Oliveira Meris, 21 anos, residente no bairro Leoventura, em Camacan, foi presa pela Polícia civil, nesta quarta-feira (23), sob acusações de ameaçar jogar a própria filha, um bebê de apenas quatro anos no fogo, porque chora. As denúncias foram feitas pelos vizinhos que se compadeceram do sofrimento da criança, que apesar da pouca idade, vem sofrendo um histórico de agressões físicas e maus tratos.
Informações dão conta que além de gritar muito e agredir o bebê, a mãe se irritava com seu choro, e por várias vezes perdia a cabeça, e assim descontava sua raiva na criança chegando a colocá-la na porta da rua, o que revoltou a vizinhança, que fez a denúncia. Para a reportagem d’o O Tempo Jornalismo, a acusada disse que sua raiva maior não é da criança, mais de sua mãe que vive querendo tomar sua filha. Perguntada porque tantos maus tratos ao bebê, ela respondeu que foi só em um momento de raiva onde pensou em enrolar a criança sobre um pano e jogá-la no fogo. “Foi só uma ameaça, mas eu não cheguei fazer isso”disse.
A polícia foi ao local com membros do Conselho Tutelar e prenderam a mulher em flagrante, por violência contra incapaz. A criança foi encontrada com escoriações na cabeça e na altura do pescoço. A menina agora está á disposição do Conselho Tutelar e será resguardada sobre a tutela dos direitos que garantem o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA). Com a prisão da mulher há um agravante, o bebê que ainda depende do leite materno, está sem ser amamentada há dois dias. O delegado Franceso Denis da Silva Santana já formalizou o inquérito policial, e remeterá o mesmo para apreciação da Justiça da Comarca de Camacan, para que esta tome as medidas cabíveis.

otempojornalissimo

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Comentar Esta Notícia

Comentários com palavras de baixo Calão ou que ofenda a moral de alguêm não serão liberados.