» » » » » DEAM prende andarilho de Porto Seguro acusado de estuprar três em Teixeira de Freitas



Policiais Civis lotados na Delegacia de Atendimento à Mulher de Teixeira de Freitas (DEAM), cumpriram mandado de Prisão Temporária em desfavor de Alessandro Souza Ribeiro, o “Chiquito”, de 25 anos, que confessou de ter praticado atos libidinosos contra uma criança de 10 anos, crime ocorrido no dia 6 de janeiro deste ano de 2016, dentro de container no bairro Monte Castelo, na região central da cidade.

As investigações evidenciaram que no mesmo dia 06/02/16, por volta das 23h, Alessandro abordou uma vítima de 40 anos de idade, que estava numa moto no bairro Bela Vista, também no centro e mediante graves ameaças a obrigou a ir com ele até um terreno baldio no bairro Bonadiman, onde a estuprou e subtraiu o referido veículo

O terceiro crime teve como vítima uma jovem de 19 anos e ocorreu no dia 11/02/2016, num matagal próximo ao Parque de Exposições, no bairro São José.

O investigado é andarilho, natural de Porto Seguro e perambulava pelas ruas de Teixeira de Teixeira de Freitas como engraxate, catando papelão e latinhas.

Segundo a delegada Andressa Carvalho, da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM), foram coletadas imagens do autor em câmeras de segurança, sendo reconhecido pelas vítimas. A moto subtraída em um dos crimes foi multada em fotossensores de Porto Seguro e Itamaraju, sendo abandonada em Teixeira de Freitas, onde foram encontrados remédios e uma receita em nome de pessoa ligada ao autor.

Delegada Andressa Carvalho, da DEAM e responsável pela prisão
Delegada Andressa Carvalho, da DEAM e responsável pela prisão


Na tarde desta sexta-feira, dia 13 de maio, antes de ser levado ao Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas (DPT), para exames de corpo de delito, Alessandro Souza Ribeiro, o “Chiquito”, de 25 anos, confessou os crimes e admitiu que a vontade de cometer crimes sexuais lhe acompanham desde o início da adolescência, já que ele teria sido vítima da mesma violência, ao ser abandonado pela família e após virar morador de rua em Porto Seguro.

O estuprado encontra-se preso numa cela separada da 8ª Coorpin de Teixeira de Freitas e ao vencer o período da temporária, que é de 30 dias, a delegada Andressa Carvalho, acredita-se já em posse dos laudos periciais, deve requisitar a prisão preventiva à Justiça, o que deve garantir que ele fique preso até ser julgado pela Justiça. (Por 


Ronildo Brito e Tyago Ramos)teixeiranews

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Comentar Esta Notícia

Comentários com palavras de baixo Calão ou que ofenda a moral de alguêm não serão liberados.