» » » » Emoção e respeito marcaram o Dia da Luta Antimanicomial em Porto Seguro


O Centro de Cultura de Porto Seguro foi o espaço que celebrou nesta segunda feira, 23/05, emocionante festa em prol da valorização da vida e da superação contra o preconceito decorrente do transtorno mental, através do acolhimento humanizado. Promovido pela Prefeitura de Porto Seguro, através da Secretaria de Saúde, o evento contou com profissionais da saúde mental, familiares e pacientes do CAPS, estudantes de escolas municipais e servidores da saúde, que reuniram-se no intuito de fortalecer a mobilização no Dia da Luta Antimanicomial, comemorado em 18/05.


Sob forte comoção, a abertura do evento retratou, através de encenação teatral, com riquezas de detalhes, os horrores enfrentados por pacientes com transtornos mentais, tratados de forma desumana e cruel, em hospitais psiquiátricos. A performance real, que contou com a participação dos próprios usuários do CAPS, e das equipes de profissionais que integram o Centro Psicossocial, impressionou o público presente, ao expor os abusos aplicados nos manicômios, a exemplo dos terríveis choques elétricos, como também a prática excessiva no uso de medicamentos, sendo esta prática de saúde substituída pelo belíssimo tratamento terapêutico de inclusão social desenvolvido em Porto Seguro através dos CAPS.



A vasta programação exibiu também depoimentos de pacientes assistidos nos CAPS de Porto Seguro. Entre os relatos impactantes, o de Flávio Santos, 45 anos, que obteve o resgate da auto-estima após 35 anos dependente do álcool e drogas. "Perdi a dignidade, meu trabalho, o respeito da minha família. Com as minhas próprias mãos, eu estava cometendo suicídio de gota em gota. Só passei a ter mudança a partir do momento que pedi ajuda no CAPS. Quando eu cheguei lá, me ajudaram muito, fui tratado com respeito, amor, cuidado e atenção. Agradeço a todos, dou valor a eles, porque encontrei uma enorme família no CAPS. Hoje, não faço uso de nenhuma substância que altera a minha sanidade. Voltei a trabalhar e vou casar novamente", enfatiza.

Apresentações musicais e declamação de poesia, com autoria dos usuários do CAPS, entre eles, o jovem Douglas Oliveira, também fizeram parte da festa, transmitindo reflexão e extrema sensibilidade, através da canção "Como Mudar o mundo", cujos versos descrevem a existência do planeta "cheio de esperança, sem bullyng, guerra ou violência, onde todos têm inocência. Sem tristeza nem dor, só natureza e amor. Salvam as crianças da aflição".

A Secretária de Saúde, Edna Alves, não conteve as lágrimas, manifestando gratidão à equipe da saúde mental, diante do belíssimo trabalho desenvolvido em Porto Seguro. “Primeiramente agradeço a Deus por está aqui hoje, tudo que vimos representa o amor verdadeiro de todos os profissionais dos CAPS Ad, CAPS ll e CAPS IA, que trabalham em valorização da vida e das diferenças. Parabéns aos homenageados, nossos pacientes, foram eles os atores que juntamente com a equipe marcaram a importância da luta antimanicomial em Porto Seguro. Parabéns a toda equipe, em nome das Diretoras Nathielly, Vandermilza, Hilda e do Dr Daniel, externo a nossa gratidão, minha e da prefeita Cláudia Oliveira pelo desafio de tornar possível a inclusão e reabilitação de pessoas tão especiais, através de um cuidado humanizado, carinho, amor e respeito", enfatiza.


Ascom-Secretaria de Saúde

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Comentar Esta Notícia

Comentários com palavras de baixo Calão ou que ofenda a moral de alguêm não serão liberados.