» » » » » Suposta fazenda de Júnior Dapé é invadida por população.



Neste domingo (26), por volta das 15h um grande número de populares invadiram uma fazenda supostamente pertencente ao atual gestor de Itabela ,Júnior Dapé.

Segundo relatos, pelo fato de a área estar às margens do Bairro da bacia e de fácil acesso. Moradores resolveram invadir usando de justificativa que a área oferece abrigo aos marginais que por ali traficam e se escondem.
O estopim do ato teria acontecido após atos de violência acontecidos durante o fim de semana, em que os moradores acreditam que a maior parte do problema de casos policiais e de atentados contra o cidadão se dá por conta de que a área está desprotegida, e na maior parte de sua divisa com o Bairro aberta e abrigando meliantes, principalmente à noite.



Mau os moradores começaram a invasão, deu se para se notar que rapidamente com duas viaturas a polícia se fez presente ao local. Fato não muito comum nos dias de hoje no município que clama por segurança.
As pessoas que por ali estavam, ficaram ainda mais indignadas diante da tamanha agilidade por conta do deslocamento dos militares. Visto que no que se diz respeito ao direito do cidadão em ter uma segurança de qualidade e efetiva no dia a dia em casos de extrema urgência, não se vê a sua presença com tamanha coordenação.

Em instantes mais informações sobre este caso.

Fonte:Jn hoje

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

1 comentários:

  1. Ai a policia sabe Proteger Terras de Governantes agora dar a Proteção que o Cidadão merecem cade, E o que eu falo o Povo tem que deixar Políticos a ver navios quando ir pedir Votos, Eu pago Multa mas não Voto, Os povo trocha que não cansa de ser Humilhados a vai Prejudicar si não Votar. Mas eu falo e o que eles fazem com nós e o que? O Povo não foi pras Ruas pra tirar Dilma agora Gente não percam seu tempo de ir pra Urna da Voto pra Essas Quadrilhas de Colarinho Branco. Eu sei que essa Publicação vai Pra página por eu to falando a Verdade.

    ResponderExcluir

Comentários com palavras de baixo Calão ou que ofenda a moral de alguêm não serão liberados.