» » » » Ação rápida da CAEMA apreende adolescentes que mataram criança de 08 anos em assalto



Logo após a trágica notícia da morte da criança de 08 anos de idade, Felipe Gomes Lisboa, em um roubo seguido de morte, policiais militares do PETO e da CAEMA intensificaram as buscas aos acusados do bárbaro crime e, no início da madrugada deste sábado, 23 de julho, conseguiram lograr êxito e apreenderam os acusados pelo crime de latrocínio. Trata-se de dois menores, sendo um de 15 e outro de 16 anos, ambos moradores do Distrito de Rancho Alegre, em Caravelas.
Segundo os militares da CAEMA, a guarnição seguiu até o Distrito de Rancho Alegre, onde certa feita os militares já haviam apreendido menores infratores por roubo de moto. Na operação, detiveram o menor de 16 anos de idade, morador de uma fazenda nas proximidades do distrito. O menor foi detido na casa do sogro e levou os militares até o outro menor, que foi apreendido na presença dos pais. A dupla confessou aos militares que foram os autores do assalto e levou a guarnição até o local onde havia escondido a moto.
A motocicleta Suzuki/Intruder estava escondida em meio aos eucaliptos, próximo ao local onde ocorreu o assalto. No local do crime, foi aprendida uma bolsa escolar infantil com algumas peças de roupa; uma mochila amarela, da moto; uma blusa de couro; um capacete prata e 03 (três) pedaços d emadeira, utilizados no assalto. Os dois menores infratores foram conduzidos para a Delegacia Territorial de Teixeira de Freitas, onde foram apresentados à delegada plantonista, Maria Luíza, para as devidas providências.
Em entrevista à nossa reportagem, o menor de 15 anos confessou que foi ele quem deu uma paulada na cabeça da criança, e segundo ele, ele não sabia que era uma criança. O outro menor de 16 anos disse que falou para o comparsa para não bater nas vítimas. “Eu ouvi o pai dizendo para não bater no filho dele, quando fui olhar, o outro já tinha batido. Aí eu disse para ele parar de bater, que era só um menino, mas, já tinha dado uma paulada”, disse o menor de 16 anos, alegando que tentou evitar a agressão.


A dupla disse que estava a pé e que não sabia que as vítimas estavam no hospital e que o menino havia morrido. Eles disseram que a polícia quando chegou à casa deles é que informou que o menino morreu. O adolescente de 16 anos disse que as vítimas não reagiram, mas, que mesmo assim o outro menor deu uma paulada no pai e no filho. A delegada lavrou o ato infracional, em flagrante, e os menores foram recolhidos à custódia. Eles seguem detidos, à disposição do Juiz da Vara da Infância e da Juventude.

Questionado a dupla se alguém matasse um filho ou irmão deles de apenas 08 anos, o que eles fariam, eles preferiram não responder. O crime bárbaro chocou a população teixeirense, e todos nas redes sociais, solidários, consolaram a família, pedindo a Deus o conforto para os pais. Muitos, horrorizados, clamam por justiça e que os criminosos paguem pelo que fizeram. Em uma ação rápida, de puro faro policial, a CAEMA conseguiu rapidamente dar uma resposta à sociedade. Está nas mãos da Justiça agora.
Por: Edvaldo Alves/Liberdadenews

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Comentar Esta Notícia

Comentários com palavras de baixo Calão ou que ofenda a moral de alguêm não serão liberados.