Plantio de pimenta-do-reino colocará Porto Seguro no cenário mundial




Porto Seguro está prestes a figurar na lista de um dos maiores produtores de pimenta-do-reino do mundo, a partir da instalação no município da empresa Olam Agrícola Ltda. - Fazenda Palestina, uma multinacional líder no ramo de agronegócio, presente em mais de 70 países. Em Porto Seguro, a empresa adquiriu 380 hectares de terras no povoado de Limoeiro, próximo ao Monte Pascoal, onde, a partir de fevereiro de 2017 será iniciado o cultivo de pimenta-do-reino.



De acordo com o engenheiro agrônomo, Pablo Menezes, serão 360 hectares de plantio do produto, a ser distribuído para fornecedores ao redor do mundo que já possuem contrato com a empresa, com seus mais de 16 mil clientes. Segundo ele, a Prefeitura já se comprometeu a garantir a manutenção das estradas vicinais, assegurando assim as condições necessárias para o transporte de insumos e o escoamento da produção. “Estaremos operando com todos os licenciamentos exigidos e dentro das mais rígidas normas ambientais. Com o apoio da Prefeitura nessa parte de infraestrutura, teremos todas as chances de permanecer na região, fazendo, inclusive, novos investimentos.”


Para conhecer de perto o projeto, o secretário de Agricultura Aliomar Bittencourt, fez uma visita à fazenda, onde foi recebido pelo gerente administrativo, Nildo Silva. Segundo ele, o empreendimento vai inteiramente ao encontro da proposta da prefeita Cláudia Oliveira de incentivar os investimentos no agronegócio e na agricultura familiar. “Esse plantio de pimenta-do-reino vai gerar centenas de novos postos de trabalho, utilizando a mão de obra de trabalhadores da nossa região, durante o ano inteiro. Por isso, também estaremos fazendo a nossa parte”, afirma o secretário.

Desde o início da atual gestão, Bittencourt vem trabalhando junto com a prefeita para valorizar o potencial da agricultura para o crescimento econômico da região. “Meu sonho é mostrar a força da agricultura como uma atividade geradora de emprego e renda para as famílias de Porto Seguro, tão importante como o próprio turismo”, salienta. As operações da Olam no Brasil envolvem 14 filiais e cinco complexos de processamento e armazenagem de café, com mais de 500 funcionários e aproximadamente 80 trabalhadores sazonais.



Ascom – Prefeitura de Porto Seguro

, , ,