Justiça Concede Prazo e Índios Não São Retirados De Porto Seguro E Cabrália



Em audiência realizada na tarde desta terça-feira(07), na Vara da Justiça Federal em Eunápolis, para tratar da disputa pela posse das terras de Nova Coroa e Ponta Grande, localizadas entre Porto Seguro e Cabrália, resultou no adiamento da decisão para que os indígenas e a Funai apresentem novos documentos referente ao litígio.


Cerca de 500 famílias pataxós ocupam as terras, mas há um conflito com a construtora Goes Cohabita, que alega ser a proprietária da área, inclusive obtendo na Justiça, no final do ano passado, liminar de reintegração de posse. Assessores técnicos e o presidente da Funai, Antônio Costa, vieram de Brasília exclusivamente para participar da audiência.

A justiça concedeu o prazo, mas a comunidade indígena continua preocupada com o desfecho da briga, que promete ser longa. A palavra de ordem entre eles é “Resistência!!! Pataxó Muka-Mukau ….. txuhap ….”

Por Namidianews.

, , ,