Os Prefeitos Claudia Oliveira e Robério Oliveira se apresentaram a PF na manhã desta quarta feira

Três prefeitos de cidades do sul da Bahia são investigados por fraudes em contratos que somam R$ 200 milhões (Foto: Montagem/G1)

O casal de prefeitos afastados das cidades de Porto Seguro e Eunápolis, no sul da Bahia, Claudia Oliveira (PSD) e José Robério Batista de Oliveira (PSD) se apresentou nesta quarta-feira (8) na sede da Polícia Federal (PF) em Porto Seguro.

Eles chegaram no local às 9h10 desta quarta, acompanhados de advogados.

Cláudia e José Robério foram alvos de uma operação da PF na manhã de terça-feira (7), que também afastou o prefeito de Santa Cruz Cabrália, Agnelo Santos (PSD). Foram cumpridos mandados de prisão, busca e apreensão e condução coercitiva – quando alguém é levado para depor.


Os três prefeitos foram afastados dos cargos por determinação da Justiça por tempo indeterminado. A PF chegou a pedir a prisão deles, mas o Tribunal Regional Federal da 1ª Região negou. Os contratos fraudados, segundo a PF, somam R$ 200 milhões.


Em nota, o prefeito de Santa Cruz Cabrália, Agnelo Santos, disse que recebeu a decisão de afastamento com muita surpresa. "Tenho a consciência tranquila quanto às acusações que me estão sendo feitas e não vejo qualquer sentido na decisão proferida, que me afasta do mandato de prefeito, para o qual fui eleito democraticamente pelo voto popular, com mais de 70% dos votos válidos", diz a nota.

"Deixo claro que meu afastamento foi um equivoco, pois no período dos fatos imputados eu não era prefeito e sim empresário. Estão me acusando de ser dono de uma empresa que nunca me pertenceu, mas tenho a certeza que tudo será esclarecido", completa.


Por G1

, ,