Anuncio topo site

Topmais

ultimas

6/recent/ticker-posts
Supermoda

Suspeito por aplicar 'Golpe do amor' é preso



Um homem de 29 anos, suspeito de aplicar o chamado 'Golpe do Amor', foi preso em flagrante pela Polícia Civil, no Bairro Salgado Filho, em Aracaju, na tarde dessa segunda-feira (14). Ele estava com dois carros de luxo alugados em nomes de possíveis vítimas.

As investigações mostram que, para cada vítima, ele se apresentava com um jeito e profissão diferentes, mas o modo de agir gira em torno de conquistar, aplicar golpes e, depois, ainda ameaçar de morte.

No levantamento feito com base em boletins de ocorrência feitos em São Paulo, foi possível perceber que ele costumava alugar veículos de luxo para impressionar, e realizava golpes com aplicativos de venda, simulando depósitos e tendo acesso a produtos de forma fraudulenta.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), ele é suspeito de aplicar golpes em diversos estados. A última vítima foi uma mulher de Ribeirópolis, no Agreste sergipano. O investigado conseguiu cartões de crédito dela e comprou roupas, celulares e diversos produtos em lojas da capital.

Em depoimento após a prisão, o homem disse que chegou a ir ao Paraguai e aplicou um golpe de quase R$ 800 mil em criptomoedas.

Vítimas pelo país

A SSP relatou que, em Paraisópolis (MG), uma vítima de 30 anos registrou um boletim de ocorrência em 2018, informando que conheceu o suspeito e, em três meses, casaram no civil, mas o matrimônio durou um mês. O homem afirmou que era administrador e cuidava da fazenda da família em Paraibuna (SP). As mentiras foram descobertas após uma ex-namorada procurá-la. Mesmo assim, ela diz ter perdido R$ 25 mil em empréstimos, aluguel de casa e compras realizadas por ele.

Em Salvador (BA), uma dentista de 26 anos foi outra vítima do golpista. O suspeito disse que era engenheiro civil em Camaçari (BA) e estudante de medicina. Em boletim de ocorrência, ela conta que o homem sumiu com R$ 11,8 mil do irmão dela, para, supostamente, dar entrada em um carro.

A Polícia Civil de Sergipe irá trocar informações com equipes de outros estados para aprofundar as investigações e tentar descobrir outras vítimas.

Por G1