» » » Fogo atinge áreas de Mata Atlântica em Porto Seguro há 8 dias


Incêndios atingem há oito dias diversas áreas de Mata Atlântica do município de Porto Seguro, na região sul da Bahia. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, passada ao G1 nesta quinta-feira (10), as chamas são provocadas pela ação humana, e a situação é agravada pela seca que atinge a região nos últimos meses.
Segundo o Coronel Joelson Resende, do 6º Grupamento de Bombeiros Militar (Porto Seguro), o fogo teve início no dia 2 de março e, além da destruição da flora, provoca a morte de animais silvestres. A situação ocorre meses após o Parque Nacional do Monte Pascoal, unidade de conservação criada em 1961 no município, também ter sido atingido por um incêndio.
Nesta quinta, um helicóptero do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer) foi enviado para Porto Seguro para ajudar a combater as chamas nas áreas de difícil acesso. Os bombeiros também contam com apoio de equipes do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).
O foco que mais preocupa os brigadistas fica no Vale do Rio Buranhém, por causa dos transtornos causados à população, devido à fumaça que chega até às residências. Os bombeiros garantem que não há risco de o fogo atingir os imóveis.

"Esse foco do Vale do Rio Buranhém está causado muito transtorno por causa da fumaça, sobretudo à noite, quando é levada para perto das casas pelos ventos, mas estamos trabalhando nessa área e vamos conseguir extinguir. As chamas não chegam até a cidade porque estamos controlando e o fogo não vai se estender. Só não se pode dizer quando vamos debelar por completo", afirmou.
Também há focos de incêndio nas localidades de Mundaí, Outeiro da Glória, na estrada que dá acesso ao distrito de Arraial D'Ajuda, na Fazenda Tabatinga, localizada na entrada do município, e no bairro Xurupita, onde um jovem de 23 anos foi preso em flagrante, no início desta semana, no momento em que colocava fogo numa área florestal. Há fogo  também numa área do município vizinho de Santa Cruz Cabrália, a cerca de 20 quilômetros de Porto Seguro. Todos os locais possuem áreas de proteção permanente.
"As chamas são provocadas pela ação humana. É criminoso. Temos acompanhado o uso indevido do fogo por muitas pessoas no município, sobretudo em áreas de ocupação desordenada, mas isso cabe aos órgãos ambientais fiscalizar. A seca é um grande problema e favorece as queimadas. O fenômeno El Niño é o mais forte dos últimos três meses na região e isso traz consequências ruins. A Chapada [Diamantina] sofreu recentemente com queimadas, mas em janeiro choveu e agora está toda verde novamente. Aqui, no entanto, a região está toda seca e isso é condicionante para essa situação de incêndios florestais. O que a gente deve deixar claro é que o fogo não começa sozinho", destacou o coronel.
Segundo o Corpo de Bombeiros, ainda não foi feito um levantamento para dimensionar a área atingida pelas chamas. "O tamanho da área atingida a gente vai ver com o Inema, que é responsável por verificar as causa e a dimensão da área afetadas. Apesar de as condições serem adversas, pelo fato de muitos focos serem em locais de difícil acesso, estamos reaslizando um trabalho diário em parceria com o Prevfogo, do Inema, e agora com o helicóptero do Graer para tentar debelar as chamas e evitar que o fogo se alastre", destacou.
Segundo a polícia, incêndio é provocado por ação humana (Foto: Divulgação/Polícia Militar)Segundo a polícia, incêndio é provocado por ação humana (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
G1

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Comentar Esta Notícia

Comentários com palavras de baixo Calão ou que ofenda a moral de alguêm não serão liberados.