Campanha Verão Legal é lançada em Porto Seguro



Na manhã dessa segunda feira, 12/12, a Prefeitura de Porto Seguro, através da Secretaria de Saúde, lançou oficialmente a Campanha Verão Legal, Porto Seguro sem mosquito no combate ao vetor transmissor da dengue, zika e chikungunya. O evento realizado no auditório da Igreja Adventista do 7° dia reuniu número expressivo de agentes de saúde que lotaram as dependências do local. Na solenidade estiveram presentes a Prefeita Cláudia Oliveira, Vice-prefeito, Humberto Nascimento, Secretária de Saúde, Edna Alves, Superintendente da Vigilância em Saúde, Márcia Quaresma, Diretora de Endemias, Ellen Domiciano, Diretora da Vigilância em Saúde, Jeane Medeiros e representando o poder legislativo, Vereador Marcos Aurora.

Visando abranger o alcance da campanha, intensificando  o trabalho dos agentes de endemias e reforçando a mobilização social, foi apresentado boletim epidemiológico e as  peças publicitárias que integram a Campanha, entre os materiais gráficos, destaque para outdoor, panfleto, cartaz, banner e blusa, que serão utilizados para divulgação de combate aos criadouros em todo o município durante o verão.
A Prefeita Cláudia Oliveira salientou, em forma de agradecimento, a importância do trabalho diariamente desenvolvido pelos agentes de endemias. "Eu tenho muito orgulho da família SUS em nosso município e hoje tenho a satisfação de expressar minha gratidão a todos vocês, agentes de endemias, que todos os dias estão nas casas das pessoas fazendo trabalho de prevenção, bloqueio dos focos e tratamento dos possíveis criadouros do mosquito. Reconheço e valorizo o empenho e dedicação que incessantemente todos executam em nosso município, prova disso é que Porto Seguro não tem epidemia ou surto do aedes aegypti”, enfatiza.
Indicadores satisfatórios
Entre os indicadores apresentados ao público, resultado do contínuo trabalho preventivo realizado no município em 2016,  trata-se dos dados do Índice de  IIP LIRA, que confirma Porto Seguro mantendo o baixo índice de infestação predial de 0,9, considerado satisfatório pelo Ministério da Saúde, significando que o município não está em situação de alerta ou risco. Atualmente, a Vigilância Epidemiológica registra  mais 1.900 ações de bloqueios nos casos suspeitos através do permanente monitoramento realizado pelas equipes de endemias.
"A campanha visa mobilizar cada cidadão sobre a responsabilidade social no combate aos criadouros, pois a população exerce papel de extrema relevância na  prevenção e eliminação de possíveis focos do mosquito, não deixando água parada nos vasos de plantas, vedando a caixa d’água, não jogando  lixo em vias públicas, para que tenhamos um verão legal em nossa cidade, com muita saúde para todos, engajados pela preservação da vida contra o mosquito", afirma a Secretária de Saúde, Edna Alves.

Ascom-Secretaria de Saúde

, , ,