> Policiais civis param por superlotação e presos com Covid | OBAIANAO

 


Policiais civis param por superlotação e presos com Covid



A Polícia Civil de Porto Seguro vai paralisar as suas atividades nesta sexta-feira (02/10). A suspensão do serviço, segundo o presidente do Sindicato de Policiais Civis da Bahia, Estácio Lopes, é pela superlotação de 900% do DISEP, o Distrito Integrado de Segurança Pública.

Em entrevista, Estácio declarou que a delegacia tem capacidade para custodiar quatro presos, mas atualmente este número é de 37, sendo que seis internos estão positivados para a Covid-19 e outros apresentam sintomas. Um policial também foi infectado.

Além disso, o prédio registra constantes falta de água, possivelmente devido a alguma problema estrutural. “Estamos vivendo uma crise sanitária”, disse um servidor na condição de anonimato.

O presidente do sindicato destaca que o motivo de a delegacia estar superlotada é devido à recusa da direção do presídio de Eunápolis em receber os presos. “Vamos fazer essa paralisação para exigir providências, pois essa situação está comprometendo o serviço de investigação e colocando em risco a vida da população e dos servidores”, disse Estácio, acrescentando que os agentes estarão na delegacia durante toda a sexta-feira, mas não vão prestar nenhum tipo de serviço.

A reportagem do RADAR 64 entrou em contato com o diretor do presídio de Eunápolis, major Cleber Santos, que informou que uma decisão judicial impede a unidade de receber mais detentos. “Esses presos estão com coronavírus e são de facções rivais às de Eunápolis, então eles necessitam ficar numa ala de segurança do presídio, que já está superlotada, e uma decisão da Vara de Execuções Penais de Eunápolis determina que a direção esvazie a área e não aceite mais presos”, explicou.

O major declarou ainda que já está em fase de finalização a implantação de uma Central de Monitoração de Pessoas, que vai permitir que os presos do regime semiaberto tenham acesso à liberdade provisória, com o uso de tornozeleira eletrônicas, para que novas vagas sejam abertas na unidade.

O coordenador regional da Polícia Civil (23ª Coorpin), delegado Moisés Damasceno, informou que as providências para resolver a situação estão sendo tomadas. "Já estamos adotando todos os procedimentos para solucionar o problema", informou.

Por radar64

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Obrigado por acessar Obaianao. 73-98186-8534