Anuncio topo site

ultimas

6/recent/ticker-posts

;




VEJA VIDEO-Jovem foi estuprada quando saiu de festa em Arraial Dajuda



Uma jovem de 21 anos de idade, entrou em contato com a redação do Obaianao, para relatar  que a mesma foi estuprada em Arraial D'Ajuda na madrugada da última sexta feira 24/06/2022 por volta das 02:20hs.

A jovem relatou, que havia saído de uma festa no centro de Arraial e seguia a pé para sua casa que fica no bairro  Alto do Vilas no antigo Lixão.

Segundo ela, um homem em um veículo, lhe abordou em um quebra-molas e lhe ofereceu carona, ao rejeitar, o homem então lhe ameaçou de morte caso não entrasse no veículo, com medo de morrer, a jovem então adentrou ao veículo.

"Ele mim levou para a estrada do Pagão, mas antes, ele parou no caminho e falou para mim ir fazendo sexo oral nele, ai eu tive que fazer para não morrer, quando ele chegou no local, ele pediu para eu tirar a roupa, eu tirei para não morrer, foi quando eu abrir a porta do carro e sair correndo, ele então correu atrás de mim, puxou o meu cabelo e tampou minha boca e disse que era para não gritar que seria pior pra mim, e que ele já estava com raiva da minha cara, por eu ter fugido". (relatou a vítima).

A jovem, informou a nossa reportagem, que, após ser pega de volta, o homem realizou penetração inclusive anal, o que ela nunca havia feito com ninguém, durante o ato, o homem puxava seus cabelos e lhe dava tapas na cara que estralava e a forçou fazer sexo oral novamente após as penetrações.

Pessoas que viram a situação suspeita, se aproximaram e perguntaram se estava acontecendo algo errado, o que o homem negou, mas a vítima informou que sim, e as pessoas pediu para deixa-la.

Após a jovem relatar o caso as pessoas que a socorreu, mototaxistas ainda perseguiram o homem. 

A jovem foi levada para a UPA, onde recebeu atendimento  e registrou o caso na delegacia de polícia.

Imagens da Câmera de segurança de uma residência, flagrou o momento em que a mulher corre nua tentando fugir do agressor que a pega de volta.

As imagens foram autorizadas pela vítima para serem divulgadas sem edição.